O diretor criativo de um dos estúdios do Google Stadia em Montreal, Alex Hutchinson, gerou uma polêmica que levou o termo “Stadia” a parar nos Top Trends do Twitter. Em seu perfil, o diretor comentou que streamers ganham dinheiro a custas dos estúdios de jogos, por isso deveriam pagar comissão às desenvolvedoras.

“A verdade é que os streamers deviam pagar aos estúdios e editoras pelos jogos que transmitem. Deviam comprar uma licença, como em qualquer outro negócio e pagar pelo conteúdo que usam. Eles se preocupam por terem seu conteúdo removido devido a direitos autorais de músicas que utilizaram sem pagar, deveriam se preocupar também em transmitir jogos que não possuem licença para isso. Tudo isso acabaria se as editoras forçassem isso.”

Hutchinson comentou ainda que as desenvolvedoras não ganham nada com isso, o que fez com diversos criadores de conteúdo reagissem e criticassem seu posicionamento, defendendo que tudo é uma relação de apoio mútuo, já que os jogos transmitidos ganham muito mais visibilidade e, consequentemente, mais pessoas decidem comprá-los.

A repercussão foi tão grande, que o Google se posicionou diante as declarações, ressaltando que as palavras de seu funcionário não representam a empresa Google Stadia. “As recentes mensagens de Alex Hutchinson, diretor criativo no Montreal Studio da Stadia Games and Entertainment, não refletem as da Stadia, YouTube ou Google.”

Um dos gestores do Youtube Gaming, Ryan Wyatt, também foi contra as publicações de Hutchinson. “Acreditamos que as Editoras e Criadores têm uma espantosa relação simbiótica que permitiu a criação de um ecossistema próspero. Um que beneficiou mutuamente toda a gente!”

Para acompanhar todas as novidades que chegam por aqui, fique ligado nos nossos perfis no Facebook e Instagram. Confira nossa lista completa de produtos acessando o site atacadogames.com.

Share:
author image

Fernanda Tavassi

Paulistana residente em Foz do Iguaçu, apaixonada por games e animes!

See all author posts

Comentários