Após um surto de coronavírus em Los Angeles, Estados Unidos, a cidade declarou ontem (4) estado de emergência, o que poderia afetar diretamente o acontecimento da E3 2020.

Com a declaração, a ESA (Electronic Software Association), que é uma associação comercial da indústria de vídeo games nos EUA e responsável pela realização da E3, comunicou que ainda pretende realizar o evento e que está planejando a realização de um evento seguro e bem sucedido durante os dias 9 a 11 de julho.

Em comunicado, a ESA afirmou que estão monitorando diariamente a situação e avaliando os riscos, além de continuarem a desenvolver medidas para reduzir ainda mais os riscos à saúde durante o evento.

Com os adiamentos de eventos como GDC (Game Developers Conference), F8 Conference (Facebook) e a Mobile World Congress, era esperado que a E3 também fosse impactada.

>>  Nova Unreal Engine 5 é revelado pela Epic Games

A ESA informou que os aeroportos mundiais de Los Angeles estão sendo monitorados e possuem diversas precauções como:


-Limpeza profunda de instalações de banheiros e outras áreas públicas dos terminais pelo menos uma vez por hora, com maior frequência em áreas de tráfego intenso, com produtos de limpeza formulados para matar germes (bactérias e vírus).-A equipe de custódia está limpando as superfícies de agarramento – corrimãos, maçanetas, etc. – nas áreas públicas dos terminais.-Instalação de mais de 100 estações adicionais de desinfetante para as mãos em todo o aeroporto.-Criando sinalização informativa para viajantes.

A associação declarou que continuarão avaliando a situação e que manterá o público informado sobre qualquer mudança.

Share:
author image

Fernanda Tavassi

Paulistana residente em Foz do Iguaçu, apaixonada por games e animes!

See all author posts

Comentários